Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

mil e quinze

Livros, séries, filmes e muito mais ♥

02
Dez20

JOGOS: The Elder Scrolls V: Skyrim

Vera

Sim, eu sei. É engraçado dizer que vou falar de filmes, séries e livros num blog e depois o primeiro post "a sério" ser sobre um jogo. Sinceramente, nunca pensei que alguma vez fosse falar de jogos num blog. Mas aqui estou eu.

 

O Skyrim é um dos meus jogos preferidos de sempre, mas tenho uma relação um bocado atribulada com ele. Passo a explicar: comecei a jogá-lo há anos e gostei bastante. Até que comecei a chegar sempre a partes que não conseguia passar por nada deste mundo, comecei a cansar-me de falhar constantemente cada vez que tentava jogar e, por fim, desisti de vez. Isso, aliado ao facto de eu não gostar muito de jogar com rato e teclado, fez com que ficasse não só com neura do Skyrim como de jogos no geral, porque sentia que nunca ia conseguir jogar nada mais "sério".

 

As soluções foram duas: comprar um comando para o computador e meter no nível fácil (como é que em anos e anos que joguei nunca me lembrei desta do nível?!). Sem vergonhas, que sou uma jogadora fraquita mas pelo menos assim jogo! Esta foi a receita que fez renascer não só um pequeno vício como o grande amor que tinha pelo jogo.

 

Skyrim é o nome dado à região onde o jogo ocorre, sendo um jogo de mundo aberto, cheio de locais e missões para explorar. Eu resolvi, desta vez, seguir e fazer a missão principal. A história é muito interessante: dragões que estavam mortos há anos estão a voltar à vida e só eu os posso matar. Contava-vos muito mais que isto, se não fossem spoilers. É o que me tem cativado mais, porque é um jogo cheio de história, mas não só: cheio de cenários lindíssimos, de cortar a respiração; cheio de mitologia e simbologia; cheio de criaturas peculiares (odiamos todas elas, mas a imaginação para as criar é espantosa).

 

Por ser mundo aberto, é um jogo que não tem propriamente fim nem é linear, pode-se fazer nele aquilo que bem apetecer. Podem nem fazer missões nenhumas e seguir uma vida tradicional: arranjar um animal, casar, adoptar crianças.

 

É um jogo de fantasia mas cada vez mais o sinto como um jogo de terror. Não é que o seja ou que seja esse o propósito, de todo, mas quanto mais avanço mais me assusta. Acho-o tão imersivo que a mistura dos cenários com os sons de fundo criam a ambiência perfeita para me deixar um bocadinho susceptível a sustos (e é sempre nestas alturas que o meu gato escolhe andar a correr pela casa a fazer barulhos que me fazem saltar, o que é maravilhoso).

 

Dá-nos a possibilidade de escolher a classe da nossa personagem de entre várias existentes e podemos desenvolver um monte de competências: desde magia a armas (arco e flecha, espadas, o que bem vos apetecer), passando por sneaking, sendo que quanto mais as desenvolvemos, mais possibilidades temos de aumentar o nível de aspectos que também são importantes para o jogo, como a vida ou a stamina, por exemplo.

 

Há tanto para dizer sobre este jogo que acho que nunca mais sairia daqui, e acho que não lhe fiz jus nenhum. Mas a quem tiver o mínimo de interesse, aconselho a pesquisarem um pouco. Experimentem jogar e maravilhem-se tanto quanto eu (e não se esqueçam de pôr no nível fácil, se for preciso). Se isto não for suficiente, deixo-vos com imagens - que não são minhas - do jogo, para ver se vos aguça a vontade:

 

 

E se isto não chega, também tem dos melhores soundtracks que já ouvi na vida, ora comecem lá por aqui. Já vos convenci?

Mais sobre mim

foto do autor

30 ∷ Do interior, mas com alma de lisboeta ∷ Digital Marketeer ∷ Overthinker a tempo inteiro ∷ Sempre a saltar de livros para séries e jogos nas horas vagas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

📖 A ler:

📺 A ver:

Daredevil, Temporada 3
Mad Men, Temporada 1
Guillermo del Toro's Cabinet of Curiosities, Temporada 1
Suits, Temporada 2 (a rever)
Brooklyn Nine Nine, Temporada 3 (a rever)
Prison Break, Temporada 4

🎮 A jogar:

Pokémon White
Stardew Valley Expanded
Disney Dreamlight Valley
Dishonored
My Time at Portia

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D