Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mil e quinze

Livros, séries, filmes e muito mais ♥

22
Out22

LIVROS: I'll Be There For You: The One About Friends, Kelsey Miller

Vera

Como fã acérrima de Friends, claro que tinha de ler este livro sobre a série. Se estava entusiasmada por lê-lo? Sem dúvida. Se foi uma experiência agradável? Não tanto...

 

Livro I'll be there for you the one about friends Kelsey Miller

 

I'll Be There For You foi escrito pela jornalista Kelsey Miller e revela-nos uma série de informações relacionadas com a série de televisão, desde informações básicas de trivia aos percursos dos actores antes, durante e após Friends, passando por peripécias e outros acontecimentos no decorrer da produção da série durante todos aqueles dez anos.

 

Nunca ouvi audiolivros, mas acompanho a Rita da Nova que diz várias vezes que, para ela, os melhores livros para ouvir são os de não-ficção e, dito isto, pergunto-me se a minha experiência com este livro teria sido melhor se o tivesse efectivamente ouvido em vez de ler. Dá para perceber que Kelsey Miller é jornalista porque este livro nada mais é do que a compilação de diversas informações que facilmente se encontram espalhadas pelo domínio público; e em termos de escrita não tem nada. Não detestei o livro porque me informou de uma série de coisas das quais não tinha conhecimento - algumas não tão boas e que não consigo acreditar que me escaparam por completo, como por exemplo o caso de Amaani Lyle, que me chocou por completo (apesar de não surpreender) e me deixou com a mesma sensação que sinto em relação ao filme The Wizard of Oz: uma das minhas obras favoritas na vida manchadas pelo abuso e horror que se passavam no background...

 

Mas no geral não diria que foi uma leitura agradável, acho que teria passado bem sem o ler e não me marcou particularmente. Apesar de ter aprendido e passado a conhecer umas quantas coisas, o livro por vezes é só excessivamente extenso e aborrecido. Na introdução - longuíssima, por sinal -, Kelsey Miller passou uma quantidade excessiva de páginas a discorrer sobre outros trabalhos dos actores antes de Friends - uma quantidade absurda de séries das quais nunca ouvi falar ou só conhecia de nome, com um monte de informações irrelevantes sobre as mesmas, como se todos soubessemos do que ela está a falar, como se tivessemos interesse em ouvir falar de coisas que não vimos nem conhecemos, como se não estivessemos naquelas páginas por querermos saber sobre nada menos que Friends, apenas Friends.

 

Para além disso, decide debater em várias páginas sobre diversos temas problemáticos na série - e atenção, houve quem tivesse odiado por completo este take por parte da autora, mas eu pessoalmente não me importei e gostei de ler os seus pensamentos sobre certos assuntos. Mas para mim este tema vai dar sempre ao mesmo: a série é dos anos 90, os tempos eram outros, por mais problemático que seja hoje em dia (e é), eu vejo isto como um não-assunto. O que é que se pode debater de algo que já foi feito, já está terminado, de há décadas atrás? É importante que estejamos alerta para os elementos problemáticos da série numa perspectiva de pensarmos criticamente sobre eles hoje em dia e aprendermos a saber e fazer melhor; mas "bater no ceguinho" e continuarmos a focarmo-nos nesses aspectos por uma pura perspectiva de "devia ter sido diferente" não faz sentido no contexto temporal e cultural desta série. Uma coisa que devo dizer que gostei, no entanto, foi da autora ter feito algum esforço por, no fim, retirar algo de positivo destes temas problemáticos na série - experiências de pessoas pertencentes a minorias que viram a série na altura. Sinto que houve uma coisa que ela disse que define muito esta série em relação a estes assuntos: ela está longe, bem longe de ser perfeita, mas em certas representações, para o tempo em que foi feita, conseguiu ser "melhor que nada".

 

Acho que o livro relatou diversos factos e curiosidades interessantes, mas de facto eu não acho que este livro seja para ser lido. Parece mesmo apenas um trabalho jornalístico e não apela em nada ao leitor em termos de escrita, talvez por isso tenha começado a pensar tanto que a minha experiência teria sido melhor se o tivesse ouvido.

 

Tinha muita coisa para dizer sobre ele, mas acaba por se focar em tantos aspectos diferentes que acho que a única coisa com que posso concluir é que, efectivamente, aprendemos muito sobre Friends e tudo o que isso envolve, de todas as formas e mais algumas. O tema é interessante, mas a execução é plana e aborrecida. Por isso, não recomendo; no máximo, recomendo que o ouçam - e se o fizerem, podem relatar-me a experiência? É que acredito que teria sido mais interessante. Vejo este livro mais como documentário do que como livro. Talvez esse formato tivesse sido uma melhor escolha.

 

3.JPG

 

Quem aqui vê Friends? Conhecem este livro, ou têm curiosidade de o ler?

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

29 ∷ Miúda do interior com alma de lisboeta ∷ Digital marketeer ∷ Overthinker a tempo inteiro ∷ Sempre a saltar de livros para séries para jogos nas horas vagas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

📖 A ler:

📺 A ver:

Devs, Temporada 1
Friends, Temporada 9 (a rever)
Daredevil, Temporada 3
Mad Men, Temporada 1
Guillermo del Toro's Cabinet of Curiosities, Temporada 1
Suits, Temporada 1 (a rever)
Servant, Temporada 4
The Last of Us, Temporada 1

🎮 A jogar:

Stardew Valley
Tomb Raider
Pokémon Yellow

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D