Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

mil e quinze

Livros, séries, filmes e muito mais ♥

15
Abr21

SÉRIES: The Office (US)

Vera

Já tinha tentado começar esta série há alguns anos e acabei por desistir depois de alguns episódios. Sou sincera e digo-vos já aquilo que toda a gente diz: a primeira temporada é uma porcaria. Tinha lido que começava a ficar melhor a partir do meio/final da segunda temporada, mas eu notei logo uma diferença enorme no primeiro episódio da segunda temporada, e aos poucos a série começa a ganhar a sua própria identidade, a afastar-se da versão britânica e original da série, e a ganhar o seu próprio ritmo.

 

imagem_2021-04-15_103526.png

 

No formato de pseudodocumentário, a série retrata o cotidiano de um escritório em Scranton, na Pensilvânia, filial da empresa fictícia Dunder Mifflin, de suprimento de papel. Michael Scott (Steve Carell) é um patrão insensível mas que se preocupa com o bem estar de seus empregados, enquanto a série traça um olhar sobre todos eles, destacando suas diferenças e particularidades. Fonte: AdoroCinema

 

The Office conta com 9 temporadas e acho que todos sabemos o quão conhecida se tornou, sendo considerada uma das melhores séries de comédia de todos os tempos. Esta série chega-nos no formato de um mockumentary, ou seja, como se fosse um documentário sobre a vida de todas as personagens no contexto daquele escritório, embora seja ficcional.

 

Com este formato, conta por isso com muitos momentos em que nós, espectadores, somos envolvidos na trama de uma forma que não seríamos noutro tipo de séries e abordagens; acho que toda a gente conhece a forma como as personagens olham para a câmara - para nós -, por exemplo. Mas sente-se isso mais ainda nos momentos que fazem lembrar os confessionários de reality shows, quando as personagens se sentam para "falar connosco" sobre aquilo que se está a passar.

 

The Office tenta mimetizar a vida real de um grupo de trabalhadores num escritório e fá-lo muito bem; pode soar-vos parvo mas até o casting é extremamente realista, não vemos aquele grupo típico de actores todos bem parecidos, perfeitinhos, bonitinhos - todos eles são pessoas reais, de todas as idades, formas e feitios, bem como com todo o tipo de personalidades e peculiaridades, tal como todos nós.

 

A série está muito bem feita, com um conjunto de sub-enredos que nos agarram e nos fazem torcer pelas personagens, um conjunto de histórias que nos fazem rir e chorar e, claro, sendo uma série de comédia está lá para nos fazer sentir bem, rir, desanuviar.

 

Tive ali um momento por volta da 7ª temporada em que me cansei um pouco da série e quase nunca via, não consigo explicar o porquê, mas houve uma alteração significativa no final dessa temporada que, sabendo que não agradou a muitos fãs, para mim veio trazer uma nova dinâmica à série e foi uma lufada de ar fresco que eu não sabia que precisava; a partir daí, voltei a devorar tudo e a adorar.

 

Com as suas falhas e defeitos - como a forma monumental como estragaram uma personagem em particular -, posso confirmar que The Office é, efectivamente, uma das melhores séries de comédia de sempre. Muito diversificada, variada, multidimensional, verosímil e realista, está lá para, ao longo de 9 temporadas, nos fazer rir, mas também chorar em vários momentos emocionantes e com alguma profundidade. É muito tempo a acompanhar aquelas personagens e actores, é difícil não sair com algum carinho por estas pessoas. Recomendo, e recomendo muito.

 

4.JPG

 

Há fãs de The Office por aqui? Ora digam-me lá nos comentários!