Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

mil e quinze

Livros, séries, filmes e muito mais ♥

22
Abr21

SÉRIES: The One

Vera

imagem_2021-04-17_230518.png

 

Baseado no romance homônimo de John Marrs, The One traz como pano de fundo um futuro no qual as pessoas conseguem encontrar sua alma gêmea graças ao teste de DNA. Os cientistas descobriram que todos têm um gene que compartilham com um único ser humano e usam uma simples amostra de cabelo para determinar seu parceiro ideal. Desesperados pelo amor verdadeiro, milhões já fizeram o teste, e agora mais cinco indivíduos aguardam o resultado que vai mudar suas vidas. Mas essas associações genéticas são perfeitas apenas no papel, escondendo segredos chocantes e, em alguns casos, mortais. Uma escolha errada pode trazer problemas e decepções que nem a própria ciência é capaz de prever. Os relacionamentos amorosos nunca mais vão ser vistos da mesma forma. Fonte: AdoroCinema

 

Achei a premissa desta série extremamente interessante e por isso decidi vê-la. Não sabia o que esperar dela mas gostei de me ter dado uma grande vibe de Black Mirror. A verdade é que a história e o ambiente da série acabam por ser um pouco distópicos. Pensar-se-ia que encontrar a nossa alma gémea com uma simples correspondência genética seria um mar de rosas, mas ao assistirmos a série vivemos um ambiente repleto de engano, mentira e traição. Para além disso, vemos que nunca é assim tão simples; afinal, não é essa correspondência que nos faz conhecer de imediato as pessoas com quem nos decidimos envolver.

 

Confesso que de início até me incomodou um pouco ver o quanto se retratava a traição e o engano como algo tão fácil de se fazer. Mas foi passando, apesar de alguns sub-enredos mais perturbadores (como a obsessão doentia de uma esposa de que o marido vá utilizar o serviço da empresa e deixá-la, fazendo coisas que nunca ninguém imaginaria).

 

Estava a gostar bastante da série no início, mas confesso que me desiludiu e sinto que começou a piorar a partir do quarto episódio (tem oito). Tinha imenso potencial mas não o souberam aproveitar nem concretizar. A protagonista é uma das personagens menos "gostáveis" da História e sinto que isso dificultou a minha experiência, porque não houve um único traço dela com que me identificasse ou com o qual empatizasse. Ela é uma vilã, mas uma vilã que não gostamos assim tanto de acompanhar. Os enredos tornam-se repetitivos e desinteressantes. O enredo geral tem uns quantos "furos" e, como se isso não bastasse, colocam dois actores portugueses (um deles o Albano Jerónimo, para quem ainda não sabe) a falarem português de Portugal para, mais à frente, ser dado a entender que são brasileiros. Como assim?! Acham mesmo que é tudo o mesmo?!

 

Em suma, esta série não correspondeu de todo às minhas expectativas, tinha uma premissa que tinha tudo para dar certo mas resultou apenas num potencial completamente desperdiçado. Não tenciono passar para a segunda temporada - quando sair - e não recomendo. Acaba por não valer assim tanto a pena.

 

2.5.JPG

 

E vocês, já viram esta série? O que acharam?